Polyfauna (Radiohead, Universal Everything

Vasco Morgado / Orient. Luísa Ribas

DISSERTAÇÃO[PT]

RESUMO
Este trabalho visa identificar estratégias emergentes de veiculação da música pop no contexto contemporâneo. Neste âmbito, a investigação debruça-se sobre o estudo da música pop enquanto forma de expressão artística audiovisual. Examinam-se os produtos e estratégias usados actualmente na sua produção e disseminação, atendendo às possibilidades dos media digitais e procurando evidenciar o tipo de envolvimento do público que promovem. A investigação começa por proporcionar uma compreensão da música pop enquanto fenómeno simultaneamente sonoro e imagético, através de um enquadramento teórico que traça a sua expressão audiovisual ao longo do século XX até ao contexto contemporâneo.
Na sequência deste contexto histórico, proporciona-se uma visão dos desdobramentos contemporâneos da música pop, através da análise de diferentes produtos e estratégias utilizadas na sua veiculação. De acordo com esta análise, o estudo foca-se em aplicações interactivas para dispositivos móveis (apps) enquanto forma emergente de veiculação da música pop, contemplando o papel do público. Para tal, reúnem-se instrumentos teóricos que possibilitam uma análise das tipologias e funcionalidades das apps, bem como dos papéis interpretativo, exploratório e configurativo do público.
Os resultados deste estudo sugerem que as formas emergentes de veiculação da música pop, como as apps, reforçam uma concepção da música pop enquanto fenómeno audiovisual, potenciando a construção simultânea das suas dimensões sonoras e imagéticas. Revelam igualmente como o envolvimento activo do público é promovido ao fomentar uma relação continuada entre o utilizador e a edição musical. Com esta análise, procurou-se contribuir para uma compreensão da música pop enquanto projecto total, cujos desdobramentos exemplificam uma ligação permanente entre som e imagem, entre media áudio e visuais, e entre formas de expressão artística na cultura pop contemporânea.
Palavras-chave: música pop, audiovisualidade, media digitais, aplicações móveis.

ABSTRACT
This work aims to identify emerging strategies for conveying pop music in the contemporary context. In this scope, the research focuses on the study of pop music as an audiovisual form of artistic expression. It examines the products and strategies that are currently used in its production and dissemination, taking into account the possibilities of digital media and seeking to reveal the kind of involvement they promote on the part of the public. The research begins by providing an understanding of pop music as a simultaneously sonorous and imagetic phenomenon, through a theoretical framework that traces its audiovisual expression throughout the twentieth century until the contemporary context. Following this historical context, it provides a vision of contemporary developments of pop music, through an analysis of different products and strategies used in its dissemination. According to this analysis, the study focuses on interactive mobile applications (apps) as an emergent form of pop music publication and dissemination, while contemplating the role of the public. To do this, we gather theoretical tools that enable an analysis of the apps’ typology and functionality, as well as the interpretive, exploratory and configurative roles of the public.
The results of this study suggest that the emerging forms of pop music dissemination, such as apps, reinforce a conception of pop music as an audiovisual phenomenon, enhancing the simultaneous construction of both its sound and image dimensions. They also reveal how the active involvement of the public is promoted by fostering an ongoing relationship between the user and the musical edition. With this analysis, we sought to contribute to an understanding of pop music as a total project, whose contemporary developments exemplify a permanent connection between sound and image, between audio and visual media, and between artistic forms of expression in contemporary pop culture.
Keywords: pop music, audiovisuality, digital media, mobile applications.